Translate this Page
ONLINE
3


Partilhe esta Página


Satanismo Moderno e Tradicional
Satanismo Moderno e Tradicional

Satanismo Moderno x Satanismo Tradicional

Satanismo Moderno:

O Satanismo não é uma crença única, muito pelo contrário. Ele possui inúmeras vertentes e correntes filosóficas diferentes. A mais famosa delas, o Satanismo Moderno, foi fundado por Anton Lavey em 1966 e trata-se de uma forma de Antropocentrismo.

Segundo esta filosofia, o sobrenatural deve ser deixado de lado, e o material deve ser vivido aqui e agora.

Os Demônios e Entidades, seriam apenas aspectos psicológicos internos, exteriorizados para obter-se maior compreensão dos mesmos.

Lavey popularizou o Satanismo, mas ao contrário do que se pensa, ele não foi o primeiro a organizar um grupo coeso e suas características não devem ser misturadas as de outras vertentes satânicas.

 

Satanismo Tradicional:

O Satanismo Tradicional é mais antigo que o “Moderno” e foi fundado nos primórdios da humanidade e está presente no mundo até os dias de hoje, muito antes de Lavey se rebelar contra a hipocrisia da sociedade.

Ao contrário da crença de Lavey que é considerada pobre em espírito, já que ignora o desenvolvimento e evolução do Homem como um Todo, o Satanismo Tradicional/Teísta crê nas Entidades, Deuses e Demônios como seres independentes do ser humano.

Estas divindades são utilizadas dentro do Satanismo como auxiliares da Evolução do Adepto, e não como ídolos para mera adoração cega e submissão doentia, como normalmente se retrata.

O Satanismo Teísta, também conhecido como Satanismo Tradicional, é uma forma de Satanismo onde a crença primária é a de que Satan é de fato uma divindade a ser adorada e cultuada. Outras características do Satanismo Tradicional, podem incluir a crença em magia manipulada através de ritual, embora esta não seja um critério de definição, podendo somente a adoração ser praticada.