BEELZEBUTH PRINCIPE DO INFERNO

BEELZEBUTH PRINCIPE DO INFERNO

Beelzebuth – o Gigante Implacavel

Conhecido dentro do Satanismo como um demônio, mas na verdade Beelzebuth é uma das mais importantes Divindades, ou melhor, um Deus cultuado por antigos povos que habitavam a cidade de Ekron, chamados de filisteus.  Era conhecido como o Senhor das moscas pois os filisteus depositavam oferendas perecíveis ao que eles chamavam Senhor dos Exércitos e com o tempo as ofertas apodreciam com isso os judeus começaram a zombar dessa divindade, dando-lhe o nome de “senhor das moscas”, pois esses insetos tomavam conta das oferendas já apodrecidas. A palavra Beelzebuth, encontrada na Bíblia se relaciona com o termo Baal-Zebub, o deus Filisteu. No uso deste termo Baal-Zebub pelos judeus, Ele foi deformado e passou para a pronúncia Beelzebu (com significado literal pejorativo de deus das moscas, aparecendo na literatura rabínica com o significado de senhor do esterco). Mais tarde nos livros sagrados passou a ser usado como o príncipe dos demônios bem como no Novo testamento.  Baal, Bael, Baalzebub, em Canaã, Pérsia e Síria o nome Baal era muito comum para designar suas divindades e seus rituais e cultos envoltos em orgias sexuais, sacrifícios, na Síria era tido como o deus das tempestades e trovões. Muitos demonólogos consideram Beelzebuth como sendo a divindade mais reservada do povo de Canaã, capaz de livrar o povo das moscas que destruíam suas colheitas, os Arameus disseminaram seu culto por todo mediterrâneo como do deus da fertilidade, prosperidade, dos trovoes e também da morte e da crueldade. Dentro do ocultismo o primeiro demônio com o qual nos deparamos na clavícula de Salomão é ninguém mesmo que Bael, o deus semita, informação esta que se segue nos demais grimórios como o do conhecido mago Abramelin. A partir de 1522 surge Beelzebuth no livro dito de autoria de Salomão Segredos do Inferno, no caminho encontramos outros livros que nos falam sobre Bael, Beelzebuth e Baal, Pseudomonarquia Daemonun escrito em 1577, temos o dicionário infernal de Collin de Plancy, e em todos esses livros e grimorios, temos a referencia de um demônio ou divindade relacionada aos antigos povos do oriente médio e a associação entre esses nomes que nos mostra que todos eles são apenas um.

Beelzebuth é visto dentro do satanismo tradicional como um demônio de grande superioridade, força e poder. Está ao lado de Satã/Lucifer juntamente com outros demônios superiores. Na verdade é uma divindade que apresenta uma característica muito marcante em sua dualidade, todos que cultuam Beelzebuth e lidam com sua energia percebem claramente  o que quero dizer sobre suas faces, seus polos.

Assim como na antiguidade em que Beelzebuth era considerado uma divindade pelos filisteus e cultuado como um ser de infinita grandeza capaz de proporcionar prosperidade e fartura, propiciando aquele povo boas colheitas em troca de adoração e das ofertas que eram feitas em seu nome, nós também cultuamos Beelzebuth em sua dualidade, dentro da sua energia positiva voltada a prosperidade e a fartura lhe fazemos ofertas para essa finalidade. É vingativo e não deve ser invocado por leigos e iniciantes sem preparo e conhecimento algum, pois ao se fazer um ritual invocatório deve-se ter em mente que se está lidando com uma força muito grandiosa e uma foça ligada a um demônio de extremo poder, divindade esta, diga-se de passagem, que como citei anteriormente dentro de sua dualidade, suas características são muito marcantes e em sua face negativa é que jamais aceita ser invocado por motivo torpe, de modo algum se deve deixar de cumprir com qualquer acordo feito em ritual, toda palavra dada deve ser cumprida.

O Deus Beezebuth nada tem a ver com qualquer outra entidade ou ser que se cultua ou incorpora em outras crenças, nós cultuamos no satanismo é um ser que está muito além de todos nós, por isso é importante ressaltar que dentro de nossos rituais e cultos é muito comum invocarmos o demônio e termos comunicação e em alguns casos em que o magista preparado mediunicamente entra em transe mediúnico conhecido também como incorporação, mas que fique bem claro que os demônios que entram em comunicação são os SERES da legião de Beelzebuth que vem em seu nome para nos atender!

 

Erika Gaudard e Roberta Gaudard

Copyright© todos os direitos reservados